Gadú, Safadão e Hooker regravam hits da ‘axé music’ dos anos 1990 para novela

Um dos títulos mais belos e melodiosos do cancioneiro afro-pop-baiano rotulado como axé musicBaianidade nagô (Evandro Rodrigues, 1991) ganha a voz de Maria Gadú três meses após ter sido revivido pela dupla Anavitória em EP carnavalesco. A gravação inédita da cantora foi feita para a trilha sonora de Segundo sol, novela que a TV Globo exibe a partir de 14 de maio no horário das 21h. A trilha repagina hits da axé music na década de 1990 nas vozes de cantores dissociados do gênero.

Se Gadú dá voz ao sucesso da Banda Mel, o cantor pernambucano Johnny Hooker dá novas asas a Beija-flor (Xexéu e Zé Raimundo, 1993), sucesso da banda Timbalada que Marina Lima já havia revisitado em 1995 no álbum Abrigo. Já o cantor Thiaguinho cai no samba-reggae Beleza rara (Ed Grandão e Nego John, 1996) na trilha sonora da trama, cuja primeira fase é situada em Salvador (BA), em 1999. Beleza rara é um sucesso original da Banda Eva, que também lançou Vem meu amor (Silvio Almeida Bispo e Guio, 1997), música regravada para a novela por Wesley Safadão.

Cantora que alavancou a partir de 1992 a explosão comercial da axé music naquela década de 1990, a baiana Daniela Mercury tem dois hits repaginados em Segundo solSwing da cor (Luciano Gomes, 1991) ganha versão em inglês intitulada Swing all the colors e jogada na pista da música eletrônica com a batida de Ikoko. Já o samba-reggae O mais belo dos belos (Adailton Poesia, Guiguio e Valter Farias, 1992) ganhou a voz de Alcione, em gravação que já pode ser ouvida nas chamadas da novela.

Entre tantas regravações, há música inédita, Axé Pelô, composta por Marquinhos Osósio com Rô Case e gravada por Emílio Dantas, ator que interpreta o protagonista Beto Falcão, cantor cuja notícia da (falsa) morte desencadeia toda a trama idealizada por João Emanuel Carneiro e produzida sob direção artística de Dennis Carvalho.

Fonte: https://g1.globo.com